A Fazenda Capoava

Pertinho de Itu, circundada por natureza exuberante e privilegiada, com uma infraestrutura completa, a Fazenda Capoava tem de um lado a Mata Atlântica a beira dos lagos que ladeiam toda a fazenda e de outro, as rochas de granitos chamadas Matacões, vestígios de uma longínqua era vulcânica, com mais de 600 milhões de anos.
 
Clique aqui para visualizar o mapa da Fazenda.
 

Nossa História

Capoava em tupi significa terra fértil ou rancho de sapé, tradução certa para um local iluminado como este.
A Fazenda Capoava está localizada em Itu, na altura do km 90 da Rodovia D Gabriel Paulino Bueno Couto, a apenas oito kms do asfalto. Nessa estrada de terra você passa por várias fazendas, entra em contato com a natureza local e consegue se desligar do dia a dia de trabalho e usufruir um tempo na tranqüilidade do campo.
Do período de engenho de açúcar hoje a Fazenda Capoava guarda a sede, antiga residência dos proprietários, de arquitetura bandeirista. O casarão de meados de 1750 é construído em taipa de pilão e tem uma capela anexa ao alpendre.
 
INÍCIO DO SÉC. XVIII ATÉ 1860: Ciclo da cana de açúcar
O Quadrilátero do Açúcar compreendia as atuais regiões de Sorocaba, Piracicaba, Mogi Guaçu e Jundiaí. A cidade de Itu, localizada dentro desta delimitação, foi responsável por parte considerável desta produção e a Fazenda Capoava foi um dos engenhos com grande expressão na época.
 
SÉCULOS XIX-XX: Ciclo do café
Em 1881, a Fazenda Capoava foi vendida e mudou sua denominação para Fazenda Japão e passou a ser uma propriedade cafeeira.
Em 1888 com a abolição, os escravos começaram a ser substituídos por trabalhadores livres e imigrantes. As primeiras famílias chegaram por volta de 1890, vindos, sobretudo da Itália, para substituir os escravos. Primeiramente moraram na antiga senzala, mas devido à resistência a este tipo de moradia precária, começaram no início do século XX a construção das colônias, alguns dos atuais chalés de hospedagem.
 
SÉCULO XX: DE 1941 AOS DIAS DE HOJE – Gado e desmembramento
Com a venda da fazenda para fazendeiros de gado da região, o cultivo de café foi então trocado por pastagens para gado de corte e leiteiro até o ano de 1979.
Em 2000 uma parte da área da Fazenda Japão foi vendida e transformada em Hotel, retomando assim a sua denominação original do século XVIII, Capoava.
Hoje a Fazenda Capoava, que faz parte da associação ´Roteiros de Charme` e é uma das fazenda mais conhecidos do Brasil, mantém a raiz no caboclo e toda a história regional desde a época dos bandeirantes, em sua culinária e acolhimento.
 

Missão

Oferecer aos clientes vivencias agradáveis de hospitalidade e lazer em um ambiente harmonioso, valorizado por sua história e comprometido com o desenvolvimento sustentável.